segunda-feira, 23 de março de 2009

Hoje completamos duas semanas desde que Lucca internou-se no Einstein

Há exatos 14 dias, ocorreu a internação do Lucca aqui no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, para que ele pudesse se submeter ao Transplante de Medula Óssea (TMO), também chamado de TCPH (Transplante de Células Progenitoras Hematopoéticas).

Acordei hoje fazendo uma revisão de tudo que aconteceu desde que chegamos aqui naquela segunda-feira. Em especial, o que aconteceu naquela segunda-feira. O momento em que desembarcamos -- Lucca, Marcelo e eu -- na porta de entrada do hospital, da assinatura dos papéis lá na Recepção da Internação, o desembarque na ala de TMO, a chegada ao quarto onde Cucca está acomodado, os preparativos nele antes de ir ao Centro Cirúrgico, o aperto no coração que senti (e que tenho certeza de que Marcelo também sentiu) no momento em que deixamos nosso filho na sala de cirurgia onde ele colocou o catéter no peito, a ansiedade para recebê-lo de volta no quarto.............

Isso tudo não demorou mais do que 2 ou 3 horas ao todo... Mas, naquele dia, eu senti como se fosse uma eternidade. Era um passo muito importante que tinhamos dado. Quando eu podia imaginar, lá naquele fatídíco dia 1 de agosto de 2008 que e como ocorreria essa internação.... Estávamos às vésperas do transplante por que tinhamos esperado tanto tempo e sobre o qual Lucca e eu conversamos muito ao longo dos últimos dias.....

Quanta coisa aconteceu na vida da gente....
Quantas pessoas chegaram, estiveram perto de nós, apoiando, ajudando, me mantendo em pé.... Quantas foram também as que nós conhecemos...
E quantas as que não conhecemos pessoalmente ainda mas que acompanham tudo, desde sempre, de longe, na maior torcida...

Hoje não consigo imaginar que número é esse que resulta dessa somatória. Só sei que se formou mesmo uma grande corrente do bem em volta do Lucca e que há um que passou pro outro que passou pro outro e pro outro e pra um outro ainda.... e assim num sem fim de solidariedade. Um indicativo bacana talvez seja o número de daily page views ao Blog -- cerca de 2 mil visitas/dia.

Duas semanas.... Quatro dias desde o transplante....
E vejo meu filho aqui na minha frente, forte, disposto -- meio choroso pra tomar comprimidos e manhoso e meio pra comer, isso é verdade! Mas, no geral, bem, com uma carinha boa, um sorrisão no rosto apesar de todos os pesares.....

Passamos esses meses todos numa contagem regressiva insana e dolorida até poder chegar aqui. Hoje acho que já podemos mudar esse foco. Convido vocês a iniciarem comigo uma nova contagem.... a que vai nos levar à tal da 'pega medular', isto é, o pleno restabelecimento do Lucca, e sua alta hospitalar. Os médicos falam em, no mínimo, 3 semanas e, no máximo... não, não há essa estimativa definida. Podem ser 30, 45, 60 dias, quem dirá?

Edu Marafanti, meu grande amigo, sempre me lembra: "Fiz meu TMO no dia 9 e, no dia 23, recebi minha alta". Sei que tudo depende do tipo de doença que levou à indicação de transplante, do estágio da doença, da condição do paciente, das caracteristicas das celulas encontrads etc etc etc. Cada tem uma história. E a do Lucca é linda. Por isso não duvido de um final prá lá de feliz!

Tudo que sei hoje é que o tempo até a alta será apenas o necessário. E que Deus e o amor enorme que carregam, rodeiam e embalam o Lucca de perto e de longe farão do necessário o menor possível!

2 comentários:

Uma nova amiga disse...

Quanta coisa se passou Lu nesses sete meses!Um verdadeiro turbilhão...a descoberta,os medos,a corrida contra o tempo, a doadora compatível,a internação,o transplante....enfim o milagre da Vida!!!!
E tenha certeza que Deus Pai Todo Poderoso em sua infinita Glória e Bondade lhes assiste e não lhes dá nem mais e nem menos do que vossas costas possam suportar.Certamente vocês não são as mesmas pessoas depois de tudo isso....ainda que muito,muito dolorido são seres humanos que valorizam as coisas simples da Vida ,como um sorriso singelo,uma demonstração de carinho...coisas essas que por vezes passam desapercebidas em nosso dia-a-dia.E tenha consciência que nós,que de alguma forma participamos dessa história também nos tornamos seres humanos melhores,menos mesquinhos,menos egoístas...
Obrigada por compartilhar conosco essa lição de vida!!!!
Receba meu abraço e dê um especial nesse Lindo Menino que é o teu filho Lucca

Má (Mário R.) disse...

Lu, já te ouvi dizer mais de uma vez que tudo isso que aconteceu na tua vida te fez reviver 37 anos em 7 meses... Te conheço há pouco mas um tempo suficiente pra dizer com propriedade: você, na verdade, reescreveu sua história! Teve o cuidado de guardar as páginas bacanas do passado num cantinho especial do seu coração mas se permitiu substituir lacunas doloridas por felicidades novas. Como essa, de poder ver teu pequeno inteirão, "apesar de todos os pesares", como vc mesma disse. Um beijo muito carinhoso pra vc, pro Lucca, e pro Marcco e para Lella também -- que, tenho certeza, te amam muito e esperam ansiosos mas pacientes pela volta de vocês ao dia-a-dia 'normal'.