terça-feira, 14 de julho de 2009

Lucca coloca novo catéter temporário e se prepara pra exame ultra-detalhado

Por volta de 9h da manhã dessa terça-feira, 14/7, Lucca seguiu mais uma vez para o Centro Cirúrgico (CC) do Hospital Israelita Albert Einstein. Dessa vez, foi para que lhe fosse colocado um novo catéter, temporário. Isso porque, como ele tem um processo infeccioso em curso, é muito arriscado colocar um catéter definitivo nesse momento. Eventuais vírus e bactérias podem se alojar no catéter e isso não é nada bom.

Com média de durabilidade de 20 a 40 dias, esse novo catéter foi colocado bem na região do pescoço do Lucca, do lado esquerdo -- algo que causou muita aflição e um desconforto significativo pra ele durante todo o resto do dia...

Aproveitando a sedação e a ida ao CC, foi colhida também, a pedido da equipe do Dr Nelson Hamerschlak, uma amostra da medula dele. Esse procedimento, chamado de mielograma, foi realizado por meio de uma punção num osso localizdo bem na parte central da região peitoral. O objetivo é analisar em detalhes o funcionamento das novas células de sangue no organismo do Lucca bem como investigar uma eventual presença de vírus e/ou bactérias na nova medula.

Amanhã ele tem uma nova etapa importante a cumprir: passará por um exame ultra-detalhado chamado PET Scan ou PET/CT. Trata-se de uma Tomografia por Emissão de Pósitrons, considerada uma modalidade de diagnóstico por imagem que permite avaliar funções importantes do corpo, tais como o fluxo do sangue, o uso do oxigênio, e o metabolismo do açúcar (glicose).

Mais do que isso, é um exame dos mais modernos existentes hoje em dia, que permite detectar presença e locais de infecções e tumores cancerígenos; identificar se um câncer se espalhou pelo corpo e quanto (metástases); avaliar a eficácia de um determinado tratamento, por exemplo, a terapia contra câncer que um paciente recebe; determinar se o câncer retorna após o tratamento; determinar o fluxo do sangue que chega ao músculo cardíaco; avaliar anormalidades no cérebro, tais como tumores e alterações da memória; entre outras.

É um exame caro (tem um custo que varia entre R$ 3 mil e R$ 6 mil) e, apesar da nova lei determinada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que obriga os planos de saúde a ampliarem suas coberturas, ainda não é pago pelos convênios.

Confesso a vocês que ainda não sei como vou resolver essa questão. Por outro lado, não posso negar isso ao Lucca. De modo algum! Se é essa a alternativa que se apresenta, abraçada está! Essa febre persistente e essa demora maior na pega completa da nova medula dele -- isso, sem ainda se ter identificado os reais fatores causadores -- não é algo com que se possa brincar.....


Sensibilidade à flor da pele
Com tudo isso, fica fácil imaginar o quanto Lucca está fragilizado, sensível, choroso à beça.... Ora por não querer mais ficar no hospital, ora pelos seguidos eventos bastante invasivos que lhe são feitos (punções, exames, remédios etc.).

Quando voltou do CC hoje, ele estava muito apreesivo com tudo aquilo. Tinha medo de mexer a cabeça, de se sentar e/ou deitar de volta na cama. Pedia que eu ficasse perto dele o tempo todo. Pedia colo. Pedia abrigo. Pedia arrego....

Agora à noite, quando precisou puncionar uma nova veia para a administração de contraste para o exame de amanhã, Lucca voltou a ficar muito nervoso, com medo, muito abatido.... Ele chorava copiosamente.... Dizia que não havia mais espaço em seus braços para novas punções... Soluçava, implorando com os olhos, lágrimas e palavras, para que esse tormento todo passasse....

Tirei forças sei lá de onde pra tentar acalmá-lo, confortá-lo, convencê-lo a fazer a nova punção. Não me perguntem como fiz isso.... Por dentro, eu era só dor e desespero. Tudo que quero é meu filho de volta, minha vida de volta, nossa paz de volta.... Poder retomar nossa rotina em casa, eu e as crianças.... Poder dormir uma noite tranquila que seja. Poder suspirar de alívio e não mais de desespero......

2 comentários:

Anônimo disse...

Oi Lu,
Escrevo para te passar um pouquinho de força... Acompanho seu blog diariamente e sofro muito com vc durante estas "tempestades". Quero que saiba que vcs não estão sozinhos e mesmo de longe a torcida é grande!!!!
Se precisar de alguma coisa, estamos aqui!!!!
Um beijo,
Pri
Beijo grande

. Bruna . disse...

Oi Luciana, conheço seu blog a pouco tempo, mas estou na torcida para que seu filho e você voltem a ter uma nova vida...

Quero muito que tudo dê certo, essa luta é cansativa mas vale muito a pena, você melhor que ninguém sabe disso...

Se não se importar, vou adicioná-la ao meu blog, conto a trajetória do meu namorado com linfoma e ele fará um TMO autólogo em breve...


Fique com os anjos.
=* beijo.