segunda-feira, 7 de março de 2011

Morte de jovens em acidentes de transporte cresceu mais de 30% em dez anos

E, já que falamos em direção consciente e nos terríveis estragos que a bebida pode fazer, aproveito pra dividir aqui informações que o Ministério da Justiça divulgou recentemente.

Trata-se do Mapa da Violência 2011 – Os Jovens do Brasil (para ver o mapa completo clique aqui), um estudo realizado pelo Instituto Sangari, coordenado pelo pesquisador e sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz. Em 164 páginas, o documento avalia as principais causas da violência, considerada hoje um dos maiores desafios enfrentados no Brasil: homicídios, suicídios e acidentes de transportes.

Número alarmantes chamam a atenção nessa pesquisa: o País registrou um aumento de 32,4% nas mortes de jovens em decorrência de acidentes de transporte no período de 1998 a 2008, enquanto, no total da população, o índice foi de 26,5%. E o Nordeste é a região que apresenta o maior crescimento no número de óbitos causados por violência no trânsito: 56,1% entre 1998 e 2008, com destaque para os Estados do Maranhão, Paraíba, Piauí e Sergipe.

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, comprometeu-se a providenciar iniciativas e políticas de combate ao consumo de drogas e álcool, que desponta como uma das principais causas dos acidentes de trânsito. Uma das ações anunciadas pelo governo foi a instalação de um colóquio em Alagoas, dentro de duas semanas, onde serão discutidas soluções para segurança pública.

Um comentário:

Digital disse...

Olá, blogueira!
Dia 30 de janeiro foi Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase. Se antes a doença assustava portadores e suas famílias, hoje ela tem tratamento e cura!
Seja nosso parceiro e utilize seu espaço para divulgar informações sobre a doença. Se tiver interesse em colocar o selo da campanha em seu blog, entre em contato com comunicação@saude.gov.br.
Para saber mais sobre hanseníase, acesse: http://bit.ly/dZFocW
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde